segunda-feira, 24 de agosto de 2015

O fim da Kiss Rio

A notícia foi dada hoje por Ernesto Pina no Grupo do Tributo: a Kiss FM do Rio de Janeiro acabou. Definitivamente. Sem jamais ter entrado no ar na capital com sinal constante. A rádio foi arrendada pela Igreja Plenitude. Mesmo com sinal ainda restrito a São Gonçalo.

Se for pra ser Plenitude FM, melhor continuar como está: fora do ar na capital. Deixa o dial limpo.

Aquela bela sede da Kiss na Avenida Rio Branco ficará tomando poeira. E o dinheirão que foi gasto ali não deverá gerar retorno.

Agora que a rádio virou krent, vai entrar no ar no Sumaré com tudo. Não tem pra ninguém. Não tem órgão estatal algum capaz de barra-la agora. A rádio vai pegar até em ferro elétrico.

Kiss FM no Rio? Só se for via internet ou wi-fi. Não rola nem nesse 3G ou 4G ridículos do Brasil.

Viva a MP3 FM! E, antes que alguém mencione, dane-se a Vilarejo FM!

terça-feira, 7 de abril de 2015

Rock in Rio no dia 25 de setembro! Anotem aí!

Ganhei um ingresso de presente para o Rock in Rio, com data a escolher. A princípio, eu acompanharia pessoas da família no dia 20 de setembro, em que estarão Rod Stewart, Elton John (sério candidato à melhor apresentação da noite, com seu pop honesto e bem encorpado), Paralamas do Sucesso, John Legend e até a Baby do Brasil (ex-Consuelo) com convidado ainda a ser anunciado.

Mas olhei bem pra essa escalação pra esse que, ao meu ver, é o mais mal escalado Rock in Rio de todos os tempos. Só é legal pra quem curte som pop ou rock pesadão. Não tem meio termo. Nem um Neil Young ou Bruce Springsteen pra salvar o festival. E olha que esses dois eu vi tocando lá mesmo.

Mas eis que encontro um dia que terá Steve Vai com orquestra sinfônica (Camerata Florianópolis), Nightwish, Moonspell com Derrick Green, jam session com trilhas de filmes de terror, Slipknot (tá, não curto muito nu metal, mas dá pro gasto), De La Tierra, Mastodon e, sobretudo, Faith No More lançando CD de INÉDITAS (os caras NÃO vivem do passado!)...

É. Agradeço muito a quem me deu o ingresso de presente. Só lamento não poder fazer companhia no dia 20. Divirta-se. Eu irei no dia 25. Alguém irá também? Que nosso som ecoe pelos quatro cantos do planeta!

segunda-feira, 23 de março de 2015

Petição pelo retorno ao ar da Kiss FM do Rio de Janeiro

O TRIBUTO apoia a petição aberta hoje pelo retorno ao ar da Kiss FM do Rio de Janeiro. Eis o texto da petição:

Depois de 9 anos sem uma rádio de Rock no Rio de Janeiro, em fevereiro de 2014 entrou no ar a Kiss FM, dando grande esperança ao público roqueiro da cidade fluminense. Porém, devido a problemas técnicos, burocráticos e judiciais, a rádio se encontra fora do ar à exatos 117 dias, deixando o público do gênero Rock sem nenhuma alternativa além de rádio na web.

Essa petição pede o retorno da rádio Kiss FM aos 91,9 FM do dial carioca!!

Agora, um texto do internauta Raimundo Vieira:

Liberdade musical e opção no dial, para uma nação de pessoas poder voltar a ouvir a boa e velha FM. De que adianta a ABERT fazer campanha para ouvirmos rádio se há muito tempo não temos opção de rádio alternativa, de tudo que temos hoje no ar 80% é descartável e boa parte é fruto do desgoverno.

Endereço da petição: https://secure.avaaz.org/po/petition/Kiss_FM_Retorno_da_radio_ao_dial_do_Rio_de_Janeiro

domingo, 11 de janeiro de 2015

Como última cartada, Mania FM tenta impugnar outorga da Kiss FM


A Kiss FM tem lutado na Justiça e nos órgãos de governo para montar sua filial do Rio de Janeiro, e tem vencido nessas instâncias. Restam apenas pendências técnicas, nem tanto da própria rádio, mas do próprio canal FM 91,9, que tem gerado pendências com emissoras não piratas do interior do estado do Rio.

Se a Kiss FM tem vencido na Justiça e nos órgãos de governo, restou à oposição uma última cartada. E ela parte exatamente de quem perdeu a licitação dos 91,9 MHz de São Gonçalo para a Kiss FM: a Mania FM, que tem outorgas em Rio Bonito, Paraty, Volta Redonda, Uberlândia e Goiânia, mas tem estúdios em São Gonçalo. Um dos contatos deste blogue no WhatsApp enviou uma foto da tela com o número do processo no Ministério das Comunicações em que a Mania FM tenta embargar a outorga que perdeu para a Kiss FM.

Acreditamos ser esta a prova de que a Kiss FM não sofre perseguição de órgãos de governo. A Kiss Rio sofre perseguição política e cultural. Política por motivos que outros colaboradores do blogue podem descrever melhor. É uma perseguição cultural porque é uma rádio de pagode romântico tentando barrar uma rádio de classic rock. Exatamente no Grande Rio, cujo dial FM é infestado de rádios de música de cabresto, de rádios crentes e de blá blá blá em FM.

Comentários no Grupo do Tributo, no grupo Kiss FM RJ e no Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro no Facebook.